Nosso Hotel

Hotel Pesqueiro da Odila

Estrutura completa para o conforto e lazer de toda a família

 DCB00044%20copy.jpg  DCB00179%20copy.jpg  DCB09737%20copy.jpg

 

Apartamentos equipados com ar condicionado split, geladeira e televisão. Banho privativo com blindex e bancada em granito.

IMG-20170424-WA0017.jpg  DCB09928%20copy.jpg  DCB09902%20copy.jpg

 

Restaurante com ar condicionado e sistema de buffet livre no café da manhã, almoço e jantar.

 cafe%20da%20manha.jpg  restaurante2.jpg  almoco%20e%20jantar.jpg

 

Ampla área externa com piscina, churrasqueiras e quiosques!

20160326_070636.jpg  bf5c51a8-53e4-4c0a-b542-dfe9674b6600.jpg  Churrasqueira%20pq.jpg

 

Pescaria

A bacia do Paraguai é muito rica em número e diversidade de peixes. Considerada lugar privilegiado por pescadores e estudiosos desse grupo de animais. Nessa bacia encontram-se inúmeras espécies classificadas como nobres na pesca esportiva, outras de grande interesse para os aquarofilistas como espécies ornamentais, e outras ainda, que pelo interesse e raridade do ponto de vista científico, vêm merecendo estudos e pesquisas detalhadas. A indústria da pesca no Pantanal representa papel importante na economia da região e, para as populações locais o peixe é, sem dúvida, alimento de primeira necessidade.
Alguns exemplares da nossa região e suas características (Fonte: Embrapa Pantanal):

Pintado
É um peixe considerado nobre no Pantanal, pois sua carne tem poucos espinhos e é muito saborosa. Chega a atingir 1,5 m e a pesar mais de 40 quilos. É um peixe de couro, com listras pretas transversais e pintas por todo o corpo. Engole a isca de uma vez, tornando fácil sua pescaria no anzol.
Regime alimentar: ao entardecer saem à procura de alimento que consiste em crustáceos e pequenos peixes.
Ambientes preferidos: vivem em rios grandes, preferindo o fundo onde as águas são mais calmas.

IMG-20161007-WA0039.jpg

 

Cachara
É um peixe muito parecido com o pintado. A característica de mais fácil diagnose é o padrão zebrado de listras, e as barbatanas e rabo ligeiramente avermelhados. É de couro e atinge mais de 1,20m de comprimento
Regime alimentar: ictiófago
Ambientes preferidos: remansos e cursos dos rios. 

Cachara.jpg

 

Dourado
É um dos maiores peixes de escamas de água doce. Chega a atingir 1,60 m e pesar 20 quilos. A boca grande é provida de dentes afiados. Possui coloração dourada, com uma mancha na cauda e pequenas listras escuras paralelas em todo o corpo. O Dourado é, sem dúvida,  um peixe que está no pensamento de inúmeros pescadores. Predador compulsivo, valente e saltador são algumas das características desse peixe, também conhecido por rei do rio. A sua pesca é altamente esportiva.
Regime alimentar: são predadores e perseguem as presas ativamente. Investem contra cardumes de peixes pequenos empurrando-os contra as barrancas dos rios para conseguir capturá-los.
Ambientes preferidos: habita águas correntes e sua pesca é fácil, pois é atraído por tudo o que brilha na superfície da água.

6306d41e-8c72-4b58-a444-cd669c9e3297.jpg

 

Barbado
É um peixe de couro liso de coloração cinza-claro. O peso médio dos peixes comumente pescados no Pantanal gira em torno da faixa dos 3 a 5 kg. Podendo chegar a pesar até 12 quilos e não ultrapassando 1,20 m. Uma característica interessante da morfologia do barbado são os seus barbilhões compridos em forma de fita, que têm função tátil e inspiraram o nome popular do peixe. Briga muito quando é fisgado o anzol, já que possui muito mais força do que a cachara ou o pintado.
Regime alimentar: ictiófago
Ambientes preferidos: remansos e cursos dos rios.

Barbado.jpg

 

Pacu
Há várias espécies desses peixes no Pantanal. A mais apreciada é a que possui o dorso preto e a barriga amarela. Esta apresenta o formato de um disco ovalado, com aproximadamente 50 cm de comprimento e chega a pesar 8 quilos. O pacú é muito brigador.
Regime alimentar: alimentam-se de vegetação aquática, de folhas das plantas das margens e de vários tipos de frutos silvestres que caem na água.
Ambientes preferidos: baías e cursos dos rios, nadam com muita facilidade contra a correnteza.

IMG-20160527-WA0005.jpg

 

Jaú
Um dos maiores peixes de água doce dos rios sul-americanos. Peixe de couro, atinge até dois metros de comprimento, coloração geral é escura no dorso e amarelada no ventre. Têm cabeça muito grande e achatada, perfazendo uma terça parte do comprimento total do corpo. Os barbilhões do focinho são muito longos e os olhos relativamente pequenos e escuros.
Regime alimentar: ictiófago
Ambientes preferidos: vivem em rios grandes, em águas profundas, movimentando-se pouco durante o dia.

Jau.jpg

Como chegar

O Hotel Pesqueiro da Odila está localizado na melhor e mais bonita região pesqueira, no coração do Pantanal!

 

Às margens do Rio Paraguai e próximo aos rios Miranda, Silva, Abobral e Taquari.

 

Com acesso pela BR 262, no KM 707, sentido Campo Grande/ Corumbá, logo após a Ponte sobre o rio Paraguai, ou atrvés de avião até Coumbá, com traslado de 40 minutos para o Hotel em rodovia asfaltada.

 

Distância das principais capitais:

São Paulo..............................1357 KM

Rio de Janeiro......................1780 KM

Belo Horizonte.....................1690 KM

Brasília.................................1435 KM

Curitiba................................1387 KM

Campo Grande...................   330 KM